27 de março de 2017

PSOL discutiu ''coronelismo e resistência'' na cidade de Irecê

O PSOL baiano realizou mais um  Seminário de Formação Política, neste domingo  (26), na cidade de Irecê, onde debateu " Entre o "coronelismo" e a resistência: agricultura familiar, educação e juventude". O evento envolveu a militância, os  jovens e as  lideranças das cidades de Xique-xique, Itaguaçu, Central, Irecê, América Dourada, João Dourado, Cafarnauma,  Barra do Mendes e Souto Soares,  das 8:30 às 17hs,  na Câmara Municipal dos Vereadores de Irecê.

Durante o Seminário, o Presidente do Diretório Municipal de Irecê do PSOL, Davi Tourinho,  destacou que o seminário foi importante para fortalecer a militância e criar mais resistência à cultura do coronelismo na região.  " Precisamos sempre incentivar a população à  reivindicar seus direitos e abraçar o projeto ideológico e político do PSOL.  Levar as nossas  bandeiras às   periferias, aos  municípios e aos povoados. Povo na rua, PSOL  presente!, frisou a liderança.

A Secretária de Formação Política do PSOL, Rafaela Cardoso, responsável pela realização do evento, esclareceu que a escolha do tema  ocorreu a partir das "consultas" aos municípios. Segundo a militante, a questão do coronelismo é muito forte na região mas, ao mesmo tempo, tem várias lideranças que estão o tempo inteiro resistindo  às práticas coronelísticas. " Usam as vagas dos professores para fazerem barganha eleitoral. Mais uma demonstração do coronelismo local. Existe muita perseguição aos funcionários públicos da área de Educação na região!" , salientou Rafaela Cardoso, ao lembrar que a agricultura familiar possui uma  relação com o ambientalismo.

Ascom PSOL BA

Postagens relacionadas

PSOL discutiu ''coronelismo e resistência'' na cidade de Irecê
4/ 5
Oleh