15 de março de 2017

Diálogo com gestores municipais chega ao Território de Irecê

O Território de Irecê, no semiárido baiano sediou, nesta quarta-feira (15), mais um encontro da série de diálogos, que vem sendo promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com prefeitos e secretários de agricultura de todo estado. O auditório da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), no município de Irecê, foi palco da troca de saberes e alinhamentos, sobre o futuro da agricultura no Território, que possui cerca de 44 mil agricultores familiares. 

O objetivo é estabelecer e reafirmar parcerias com os municípios para ampliar o desenvolvimento rural, fortalecendoa estratégia de interiorização das ações da secretaria, nos territórios, por meio doServiço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e do Serviço Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAF). Neste Território, o cultivo é diversificado, voltado àprodução de hortaliça irrigada, cultivo de milho, mamona, sequeiro, agropecuária. Também possui 126 comunidades quilombolas. 

Mais de 200 pessoas contribuíram com o rico debate, entre eles parlamentares, representantes do Centro Público de Economia Solidaria (Cesol),  Banco do Nordeste, Cooperativas de Agricultores e Agricultoras Familiares de Barro Alto (Agrocop), Caritas Diocesana, Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Centro de Assessoria do Assuruá (CAA), Central de Trabalhadores do Brasil (CTB).

O secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, enfatizou a necessidade do Território fortalecer suas demandas, dentro da estrutura do consórcio.  "O Território de Irecê possui 20 municípios e um grande número de comunidades tradicionais. Sua história tem forte marca no rural pautada pela produção de feijão, hortaliças e verduras. Desejamos ver a retomada e o fortalecimento das ações do consórcio, que cumpre papel estratégico de alinhar demandas, que impactarão no fortalecimento de todo território. Para nós, é fundamental pois conseguirmos ter, ainda mais, êxito na nossa parceria,  impactando na melhoria da realidade de vida dos nossos agricultores familiares".

Para o anfitrião do evento, Elmo Vaz, prefeito de Irecê e presidente do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável de Irecê, a reunião traz uma reflexão e a possibilidade concreta de celebrar parcerias, que impactem na transformação da realidade do município e do território. "Nossa economia depende do campo. Nós temos uma secretaria de agricultura onde estamos trabalhando para apoiar  projetos de aração, assistência técnica, produção de orgânico, quintais produtivos e outros específicos sobre restaurantes rurais, para promovermos o turismo rural. A SDR, com este diálogo, nos traz possibilidades de fazer parcerias com o Governo do Estado e estamos nos capacitando para receber um conjunto de políticas públicas. Esta é uma parceria profícua, que tende a crescer, justamente, por estarmos no início de um governo municipal, um novo momento".

Jazon Júnior, secretário de agricultura de Irecê, salientou que ação integrada entre entes federados é importante porque a assistência técnica, o desenvolvimento rural, assim como uma série de outras politicas públicas devem acontecer de forma articulada. "Construir, de forma articulada, remete a um novo modo de pensar as políticas públicas. Estamos unindo esforços para construir de forma coletiva, potencializando o trabalho que já estamos desenvolvendo. Vamos agora tratar de estabelecer convênios, criar fundos para que possamos implantar o sistema proposto". 

Walter Ney Dourado Rodrigues, coordenador do Colegiado Territorial de Irecê e presidente da Cooperativa Agropecuária Mista Regional de Irecê (Copirece), produtor de flocãonão-transgênico da Bahia, considerou o encontro uma nova oportunidade de traçar caminhos para explorar as particularidades da região. "Fundamental para que os novos gestores municipais e novos secretários de agricultura possam discutir sobre os encaminhamentos das políticas de desenvolvimento territorial rural. Nós precisamos ter mais consciência sobre o solo fértil que temos, adequar nosso território com outros aprendizados e fazermos com que nossa região se fortaleça, com melhorias, não somente, na área rural, mas na educação e na saúde".

Mônica da Silva Matos, secretária de Agricultura do município de Ibititá, ficou entusiasmada com o encontro. "Saio daqui com mais experiência, consciente da importância de dialogar para propor novos projetos. Eu, enquanto mulher, me sinto honrada de estar na função de secretária de Agricultura, buscando caminhos para melhorar a vida do nosso povo, que carrega, ao longo da história, tanto sofrimento".

Metodologia - A reunião teve em sua metologia a apresentação das ações que vem sendo desenvolvidas pela SDR. Fizeram explanações o coordenador Bahiater no SETAF, Jailson Oliveira, o coordenador da CAR no território, Sérgio Luiz Varela, o coordenador geral de Projetos Especiais da CAR, Gilmar Bomfim, o diretor  de Assistência Técnica e Extensão Rural daSuperintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Joao Alberto Souza, e a coordenadora do Administrativo e Financeiro, da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), Camilla Batista. 

SETAF - É um serviço territorial descentralizado de representação da SDR, cuja finalidade é permitir e estimular a desconcentração, descentralização, articulação e implementação dos programas, projetos e ações, além de outras políticas públicas voltadas para o desenvolvimento rural. Foram implantados 27 SETAFs, um em cada Território de Identidade. Essas unidades estão formadas por técnicos das diversas unidades da SDR e de outras instituições parceiras, que atuam na promoção do desenvolvimento rural sustentável.

SEMAF - É um serviço municipal, de responsabilidade da prefeitura, cujo objetivo é promover a articulação, gestão e implementação de políticas públicas, com atuação de forma integrada no Território de Identidade, por intermédio do SETAF. A participação dos municípios ocorre por meio de Termo de Adesão, que estabelece os princípios, objetivos, metas e o arranjo institucional necessário para implantação e funcionamento do SEMAF, articulado ao respectivo SETAF do Território, para a execução, na base municipal, das políticas públicas e a prestação de serviços aos agricultores (as) familiares.

Fonte: Secretaria de  Desenvolvimento Rural (SDR)

Postagens relacionadas

Diálogo com gestores municipais chega ao Território de Irecê
4/ 5
Oleh