22 de fevereiro de 2017

Suspeito de matar Ana Clara morre após ser baleado em GO, diz polícia

Ana Clara Pires Camargo, 7, foi encontrada morta em mata de Goiânia (Foto: Reprodução)

O vendedor ambulante Luis Carlos Costa Gonçalves, de 35 anos, principal suspeito de matar a garota Ana Clara Pires Camargo, de 7 anos, foi morto após ser baleado durante um confronto com policiais, na tarde desta quarta-feira (22), em Goiânia.

Segundo a Polícia Civil, ele já foi vizinho da família da vítima e, atualmente, morava em um bairro próximo. Ele trabalha revendendo blocos de notas para comerciantes do Setor Campinas e da Rua 44, no Setor Norte Ferroviário.


CASO ANA CLARA
Menina foi encontrada morta cinco dias após desaparecer em Goiânia
suspeito morre baleado
corpo encontrado em mata
buscas feitas em chácara
vizinha viu Ana Clara
trotes feitos à família
perícia na casa da menina
protestos
desaparecimento
O corpo da garota foi localizada nesta manhã, às margens da GO-462, por volta das 9h. Ainda não há informações de como ela foi assassinada.

Ana Clara desapareceu no início da tarde da última sexta-feira (17), no Residencial Antônio de Carlos Pires, na capital. Segundo familiares, ela saiu para comprar um refrigerante, foi vista conversando com alguém em um carro prata, voltou para casa e almoçou.

Em seguida, saiu mais uma vez para entregar um dinheiro a uma vizinha. De acordo com a polícia, a menina esteve no local, mas não deixou o dinheiro. Ela desapareceu quando retornava para casa.

No local em que o corpo foi achado, que fica a cerca de 10 quilômetros de onde a criança sumiu, os policiais também acharam um VW Gol prata, que pode ser do suspeito do crime.

A perícia no veículo, que durou cerca de uma hora, encontrou um pacote contendo um composto químico ácido, não especificado, e um vidro de álcool.

A polícia destacou que as buscas foram complexas, já que a área é cercada por chácaras e fazendas. A corporação ainda não detalhou como o corpo foi localizado.

Revolta
Vizinhos da menina tentaram invadir um sobrado que fica uma rua abaixo da casa da garota, no Residencial Antônio de Carlos Pires, nesta manhã. Segundo eles, o imóvel pertence ao vendedor ambulante. A Cavalaria da Polícia Militar estava no bairro e impediu a invasão.

O imóvel estava fechado e aparentemente vazio. Populares chutaram o portão e chegaram a abri-lo, mas a PM, que estava na região, chegou e impediu que a casa fosse depredada. Os agentes seguiam no local por volta das 11h30 tentando acalmar os moradores. Ninguém foi preso.

Postagens relacionadas

Suspeito de matar Ana Clara morre após ser baleado em GO, diz polícia
4/ 5
Oleh