3 de dezembro de 2016

Violência contra duas crianças choca população de Simões Filho-BA uma delas em estado grave



Crianças de 07 e 11 anos de idade, foram atingidas por tiros quando caminhava em via pública da Estrada de Candeias, em Simões Filho. No ataque, outras três pessoas ficaram feridas.


Tudo estava caminhando basicamente dentro do esperado, o primeiro dia de dezembro, parecia abrir as portas da esperança. A cidade começava a respirar ar de tranquilidade, após um mês de novembro altamente violento, que deixou um rastro de destruição e de mortes.


No penúltimo mês do ano, Simões Filho sofreu duros golpes; registrando um homicídio a cada dois dias. Foram 15 homicídios e 09 tentativas de homicídios, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA).

Até às 19 horas do dia 02 de dezembro, muitos moradores até comentavam sobre a aparente tranquilidade na cidade, com a aproximação de mais um final de semana, que, historicamente, é considerado a ponta do abismo, quando quesito é a violência urbana.




Cidade do Medo

Ledo engano, a população tinha motivos para levantar desconfianças nas redes sociais. Pois, por volta das 19 horas desta sexta-feira, os criminosos, como costumam fazer, estavam decididos a mudar o enredo da novela da vida real. O bairro Estrada de Candeias seria o local escolhido para mais uma terrível cena da violência desenfreada em Simões Filho.


Armados, dentro de um veículo – qualificado apenas pela cor prata – três homens escolheram um trecho da Avenida Washington Luiz para atacar qualquer pessoas que se atrevesse a transitar pelo local. Como se fosse um ataque terrorista, os bandidos efetuaram mais de vintes disparos de arma de fogo, sem escolher um alvo específico. O resultado: Cinco pessoas baleadas, entre elas, duas crianças, de 07 e 11 anos de idade. Além das garotas, uma mulher e dois homens também ficaram feridos.

Tiros e mais tiros
Os disparos atingiram de forma mais grave a garota Silvana Santos de Souza, de 07 anos. Ela foi atingida com dois tiros na cabeça e mais um na região da coluna. A outra criança, colega de Silvana, identificada como Rebeca Araujo Pereira, 11 anos, foi atingida com um tiro no abdômen . Adelino da Silva Rodrigues, de 45, sofreu um disparo na nádega.
O rapaz que estava dentro de uma lanchonete, Jonatas Oliveira Amorim, 22, sofreu um disparo de arma de fogo no tórax. Já Daiane Fraga dos Santos, de 32 anos, foi atingida com quatro disparos de arma de fogo.






Saúde das garotas

O ataque aos moradores, pedestres e clientes que estavam em um estabelecimento comercial do bairro, já chama atenção e deixa a população aflita, bastante apreensiva com essa incrível escalada da violência. Mas, quando se trata de crianças, cria-se um clima de perplexidade em toda a opinião pública.

Informações obtidas com exclusividade pelo Fala Simões Filho dão conta de que Silvana Santos de Souza, de 07 anos, é a que se encontra em um estado de saúde mais grave. Ela sofreu três disparos, sendo dois na cabeça e um na região lombar. Ela se encontra em coma no Hospital Geral do Estado. Já a Rebeca Araujo Pereira, 11 anos, se recupera bem, após a intervenção médica.

O caso
De acordo com uma testemunha, em contato com o Fala Simões Filho, as duas garotas, que são colegas, estavam caminhando acompanhadas de suas respectivas mães, em direção a Igreja Evangélica Fonte de Água Viva, que fica no Barreiro.

Ao chegar em um trecho em frente a Igreja Deus é Amor, um veículo parou, e , surpreendendo a todos, os ocupantes começaram a atirar. Os disparos feriram as garotas e mais três pessoas. “ Foi terrível ! Estamos vivendo dias tenebrosos em Simões Filho; duas crianças que estavam indo a Igreja foram baleadas, sendo que uma delas, atingida três vezes. É o fim !”, desabafou uma moradora. Silvana mora no bairro Cristo Rei. E a colega, Rebeca, reside no Barreiro, cidade de Simões Filho.

Fonte e fotos: Fala Simões Filho

Postagens relacionadas

Violência contra duas crianças choca população de Simões Filho-BA uma delas em estado grave
4/ 5
Oleh