20 de fevereiro de 2016

Delegado de Baixa Grande divulga detalhes oficiais do sequestro da criança de 5 meses

Um sequestro foi frustrado em Baixa Grande após ação rápida da Guarda Civil Municipal e do próprio genitor da criança. Nesta quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016, Caroline Barreto da Silva, vulgo Carol, natural de Baixa Grande, Ana Cláudia Silva Cruz, vulgo Ana e Kessia Carvalho dos Santos, vulgo Kel, estavam tramando o sequestro de uma criança de apenas cinco meses, filha de Ireni Nascimento Souza e Evandro Alves de Almeida.

As sequestradoras fizeram amizade com a mãe da criança e ofereceram presentes à mesma e passaram a frequentar a casa da genitora. Após conquistarem a confiança da mãe da criança e pactuarem o sequestro e a fuga no dia de ontem, foram frustradas pela ação da Guarda Civil Municipal de Baixa Grande e uma ação rápida do pai da criança.

As três sequestradoras chamaram a mãe para se despedir da criança enquanto Ana Cláudia e Kessia ludibriaram a mãe, Carol empreendia fuga com a criança para a cidade de Ipirá. A genitora percebendo o crime se deslocou imediatamente a delegacia e a Guarda Civil Municipal tomando conhecimento, deslocou - se para o bairro Novo Horizonte, e na região da Pecuária, conseguiram interceptar as sequestradoras Ana Cláudia e Kessia,  as quais estavam em fuga para rodoviária da cidade. Conduzidas a delegacia as mesmas informaram que Carol fugiu em uma motocicleta com a criança. Por informação se chegou ao mototaxista que conduziu a sequestradora, tendo este informado que havia conduzido à mesma para Ipirá.

O genitor da criança saiu imediatamente em carro particular para cidade de Ipirá e lá chegando deslocou-se até a rodoviária local e encontrou  a sequestradora com a criança nos braços. O genitor conseguiu imobilizar a criminosa e tomar de suas mãos um punhal e logo entrou em contato com a Polícia Militar de Ipirá que efetuou a prisão da criminosa.

O flagrante da sequestradora Caroline, natural do povoado de  Lagoa do Cipó, município de Baixa Grande, foi lavrado na delegacia de Ipirá e das duas parceiras Kessia e Ana Cláudia, na delegacia de Baixa Grande; onde foram apresentadas ao delegado da cidade Almir Góes, que ao investigar as mesmas descobriu que Kessia usava uma carteira de trabalho com o nome falso de Isabel da Silva Santos.

Fonte: Bel. Almir Góes

Postagens relacionadas

Delegado de Baixa Grande divulga detalhes oficiais do sequestro da criança de 5 meses
4/ 5
Oleh