5 de agosto de 2015

Mais de 15 toneladas de produtos de origem animal são apreendidos durante 2ª Etapa do FPI na Bacia do Paraguaçu

Mais de 15 toneladas de produtos de origem animal impróprios para o consumo foram apreendidos por equipes que integram a 2ª Etapa da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), que está sendo realizada na Bacia do Rio Paraguaçu. Desde a segunda-feira, dia 27, também já foram apreendidos 1.800 animais silvestres e 15 armas de fogo nos municípios fiscalizados. Além disso, foram expedidas 124 notificações. Os números da operação devem ser atualizados até a próxima sexta-feira, dia 7, quando a ação será finalizada. Os resultados serão apresentados em audiência pública, que acontecerá no Colégio Luís Eduardo Magalhães, no município de Itaberaba.

Áreas de Preservação Permanente (APP) e de Reserva Legal, propriedades rurais de exploração agrícola e pecuária, indústrias cerâmicas, revendas de agrotóxicos, entre outras, estão sendo fiscalizadas nos municípios de Boa Vista do Tupim, Castro Alves, Iaçu, Ipirá, Itaberaba, Itaetê, Itatim, Marcionílio de Souza, Milagres, Rafael Jambeiro, Ruy Barbosa e Santa Terezinha. Participam da FPI o MP da Bahia, Ministério Público do Trabalho, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia (CRMV-BA), Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Bahia (SRTE-BA), secretarias estaduais de Segurança Pública, da Saúde, da Agricultura e Vigilância Sanitária, do Meio Ambiente e da Fazenda e polícias Federal, Rodoviária Federal e Militar

Cecom/MP

Postagens relacionadas

Mais de 15 toneladas de produtos de origem animal são apreendidos durante 2ª Etapa do FPI na Bacia do Paraguaçu
4/ 5
Oleh