6 de agosto de 2015

Estrada do Feijão: Concessão será apenas administrativa

Estudos preliminares não apontam cobrança de pedágio ou privatização das estradas da BA-052 

A BA-052, conhecida como Estrada do Feijão, é objeto de estudo para concessão administrativa. Neste modelo de concessão, não há cobrança de taxas ou valores, uma vez que o Estado assume o pagamento integral do serviço realizado pela concessionária. Segundo a superintende de Planejamento em Logística de Transportes da Secretaria de Infraestrutura (SEINFRA), Maria Amélia Pompeu, concessão não se confunde com privatização. “Enquanto a concessão trata da transferência dos serviços para um ente privado, por prazo determinado em contrato e com a devolução ao estado ao fim do prazo, a privatização torna essa transferência definitiva”, informa a superintende. 

O Governo não pretende adotar quaisquer iniciativas que impactem negativamente sobre a economia da região de influência da Estrada do Feijão. Os estudos foram iniciados há um mês e não há indicação de cobrança de pedágio no sistema. Como se trata de estudo completo, avaliando inclusive a construção de uma ponte ligando os municípios de Xique-Xique e Barra, a possibilidade da existência de pedágio precisa ser considerada, sem, no entanto, se constituir na solução adotada pelo Estado. 

Ascom/Seinfra
Data: 06.08.2015

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia





Postagens relacionadas

Estrada do Feijão: Concessão será apenas administrativa
4/ 5
Oleh