15 de janeiro de 2015

Ministro afirma que aumento da tarifa de energia elétrica será inferior a 40%

Apesar de não confirmar o valor exato do aumento médio da energia elétrica, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, afirmou nesta quarta-feira (14) que o reajuste "com certeza" será menor que 40%. "Como eu disse, existe nesse momento uma reunião marcada pela Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica] para aprovação [do valor] da CDE [Conta de Desenvolvimento Energético], disse ao jornal Folha de S. Paulo. 

Responsável pelos pagamentos de programas sociais e subsídios tarifários, a CDE pode ser comparada a um fundo do setor elétrico. O valor da CDE será definido na próxima terça (20) e, posteriormente, será repassado ao consumidor em forma de aumento na tarifa paga. "Com base na aprovação da CDE, serão distribuídas as cotas para cada distribuidora. Então elas entrarão em seus processos para o reajuste extraordinário", explicou o ministro. 

Braga ainda deu indícios de uma possível renegociação do governo sobre prazos para pagamento de empréstimos realizados pelas distribuidoras, no total de R$ 17,8 bilhões.

Postagens relacionadas

Ministro afirma que aumento da tarifa de energia elétrica será inferior a 40%
4/ 5
Oleh