4 de junho de 2014

Abastecimento de água no semiárido corre risco de piorar, diz presidente da ANA

O presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo, sugeriu nesta quarta-feira (4) que pode haver este ano um agravamento da seca no semiárido nordestino. Ao participar de audiência das Comissões de Meio Ambiente (CMA) e Infraestrutura (CI), o dirigente afirmou que quase 50% dos reservatórios localizados no sertão contam, atualmente, com menos de 30% da capacidade. "Há uma situação que merece um acompanhamento de toda sociedade brasileira, pela sua gravidade, no semiárido. Os reservatórios não foram plenamente recuperados", afirmou. Segundo Guillo, a situação nas regiões mais secas do país tende a se agravar caso as previsões meteorológicas se confirmem. "Os órgãos de previsão meteorológica têm apontado formação do El Niño, que tem como consequência mais direta a não ocorrência de chuvas no semiárido. Se o El Niño vier a se formar, pode significar que teremos um 2014, 2015 no semiárido brasileiro com ausência de chuvas, o que demandaria um cuidado muito maior por parte de todos os atores envolvidos, sejam municipais, estaduais ou federal", avaliou. Bahia Notícias

Postagens relacionadas

Abastecimento de água no semiárido corre risco de piorar, diz presidente da ANA
4/ 5
Oleh