9 de maio de 2014

Preso terceiro suspeito de participar de linchamento de mulher em Guarujá

Foto: G1
O terceiro suspeito de participar do linchamento da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, no Guarujá (SP), foi preso no município paulista de Peruíbe e contou que havia usado cocaína no dia do crime. Confundida com uma mulher que teria sequestrado crianças – segundo boato divulgado nas redes sociais pelo site Guarujá Alerta – Fabiane morreu na última segunda-feira (5), dois dias após as agressões. 

Identificado como Carlos Alex Oliveira de Jesus, 23, o suspeito inicialmente disse ser inocente. “Eu levantei a cabeça dela, vi que não era a pessoa da foto, mas não podia fazer nada, porque a comunidade estava muito revoltada. Não deu tempo de fazer nada, até porque ela tinha dito que era ela mesma que tinha sequestrado e matado as crianças”, declarou. 

Em seguida, Carlos afirmou que fez uso de cocaína. “Duas primas [minhas] me seguraram, eu não a matei. Acredito que ninguém tem o direito de tirar a vida de outra pessoa. 

Eu tinha usado cocaína naquele dia, fui lá por causa dos efeitos da droga, mas não a matei”, disse. O relato, no entanto, é contestado pelo delegado Luiz Ricardo Lara, responsável pelo caso. “Essa versão não condiz com a realidade. Estamos esclarecendo o caso graças à ajuda de denúncias que temos recebido diariamente e de testemunhas da comunidade de Morrinhos, que também estão sendo fundamentais para averiguar todas as diligências do caso”, declarou Lara. Além dos três detidos, outros dois mandados de prisão já foram expedidos pela Justiça.

Postagens relacionadas

Preso terceiro suspeito de participar de linchamento de mulher em Guarujá
4/ 5
Oleh