6 de maio de 2014

Bahia precisa vacinar 2,3 milhões de pessoas contra a gripe Influenza

Termina nesta sexta-feira (9/5), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. A campanha, que começou no dia 22 de abril, vacinou até agora 796.511 pessoas, dando um percentual de cobertura de apenas 27,19%.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Fátima Guirra, alerta para a baixa procura pela vacina. "Sabemos que o feriado longo ocasionou a baixa procura pela vacina nos postos municipais de vacinação, mas alertamos para a importância de se imunizar contra a influenza", explicou Guirra.

Além da campanha para vacinação contra a gripe, também estão em vigor a vacinação de rotina contra o HPV (Papiloma Vírus Humano), para meninas de 11 a 13 anos; vacinação com a Tríplice Viral, em 17 municípios das 1ª e 8ª Diretoria Regional de Saúde, Salvador (mais 16 municípios) e Porto Seguro, respectivamente, e também a vacinação contra o sarampo.

Na Bahia, a Sesab informa que o público alvo a ser vacinado contra a influenza é de 2,3 milhões, formado por idosos, crianças de seis meses a menos de cinco anos, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas e indígenas.

A novidade deste ano é que o Ministério da Saúde ampliou a faixa etária para crianças de seis meses a menos de cinco anos. No ano passado, o público infantil vacinado foi de seis meses a menores de dois anos.

No estado, devem tomar a vacina 322.626 crianças; 300.460 trabalhadores da saúde; 161.320 gestantes; 26.508 puérperas; 29.220 indígenas e 1.463.931 idosos. Além disso, as pessoas com doenças crônicas devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação.

Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

Quase 80% das meninas estão vacinadas contra o HPV

A vacinação contra o HPV começou em 10 de março. Dados do Programa Nacional de Vacinação (http://pni.datasus.gov.br) até o dia 5 de maio, mostram que 405 Secretarias Municipais de Saúde alimentaram esta fonte de informação, e que 301.575 meninas de 11 a 13 anos foram vacinadas, representando 79,46% de 379.528 meninas nesta faixa etária, a serem imunizadas.

"Estamos bem próximos de 80%, que é a meta esperada na primeira e segunda doses, apesar de trabalharmos para vacinar 100% dessa faixa etária", afirmou Fátima Guirra.

A coordenadora lembra ainda que a vacina HPV quadrivalente foi introduzida no Calendário Nacional de Vacinação como rotina. Portanto, meninas de 10 a 13 anos que por alguma razão não foram vacinadas, devem procurar a Unidade Básica de Saúde para iniciar e ou atualizar a caderneta de saúde do adolescente ou cartão de vacina e ou cartão do vacinado. A vacina contra o HPV continua em todos os 417 municípios baianos.

Desde o dia 22 de fevereiro, por conta da situação epidemiológica do sarampo no país, em 17 municípios do Estado da Bahia foi iniciada a vacinação indiscriminada contra o sarampo. A população prevista para esta ação é de 240.989 crianças entre 6 meses e 4 anos de idade. Destes, 173.375 já receberam a vacina tríplice viral, o que representa 71,94% da cobertura vacinal.

Todos os pais que ainda não levaram, por alguma razão, a crianças entre 6 meses a 4 anos de idade para receber esta dose indiscriminada com a vacina tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), devem procurar um posto ou sala de vacina dos municípios: Camaçari, Candeias, Conde, Dias D'Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, Salvador, Santo Amaro, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Saubara, Simões Filho e Vera Cruz (1ª Dires) e Porto Seguro (8a Dires).  (Tribuna)

Postagens relacionadas

Bahia precisa vacinar 2,3 milhões de pessoas contra a gripe Influenza
4/ 5
Oleh