17 de maio de 2014

18 dos 26 presos suspeitos de desvio de verbas são libertados de presídios

As 18 pessoas detidas no primeiro dia da "Operação 13 de Maio", da Polícia Federal (PF), que investiga desvio de verbas com valor que supera R$ 70 milhões em prefeituras baianas, foram libertadas dos presídios neste sábado (17), após cumprimento dos cinco dias previstos nos mandados de prisão temporária.

Seis estavam detidos na Cadeia Pública, situada no Complexo Penitenciário de Mata Escura, em Salvador, e outros 12 no presídio de Feira de Santana. Além deles, um suspeito foi preso em Brasília e já pode sair neste sábado, diz a PF.

A soltura na Bahia foi confirmada por volta as 19h deste sábado pelo Major Júlio César, diretor prisional da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP-BA). Todos eles prestaram depoimento, mas o teor dos relatos ainda não foi divulgado. Entre os investigados, estão ex-secretários municipais, políticos, funcionários públicos e empresários.

Além deles, as sete pessoas que se entregaram à PF no dia seguinte à operação devem ser liberadas no domingo (18). Entre eles, estão dois prefeitos: José Idelfonso Borges do Santos, de Fátima, e Clegivaldo Santa Rosa, de Sítio do Quinto, ambos do PDT. G1

Postagens relacionadas

18 dos 26 presos suspeitos de desvio de verbas são libertados de presídios
4/ 5
Oleh