12 de abril de 2014

Bebê de nove meses acusado de tentativa de homicídio é inocentado

A Justiça do Paquistão retirou neste sábado (12) a acusação contra um bebê de nove meses que havia sido acusado de tentativa de homicídio. Mohammed Musa Khan compareceu a uma audiência em Lahore, no nordeste do país. O bebê foi levado para a audiência nos braços de seu avô.

A criança foi absolvida, mas a acusação contra a família dele foi mantida. Doze membros de sua família foram acusados de tentativa de homicídio contra um dos policiais que tentaram acabar com um confronto entre moradores e funcionários de uma companhia de gás. A imagem do bebê chorando enquanto tinha as impressões digitais tiradas gerou indignação entre os paquistaneses. 

O suposto ataque aconteceu no último dia 1º de fevereiro, quando um grupo de policiais foi a uma casa para cobrar o pagamento de uma conta de gás. Após um desentendimento, o pai do bebê, um irmão mais velho e outras pessoas presentes na residência jogaram tijolos nos oficiais e deixaram alguns deles feridos.

A criança foi aparentemente indiciada porque um inspetor assistente afirmou, em boletim de ocorrência, que "toda a família de Musa participou de uma agressão que o atingiu na cabeça".

Engano
Crianças menores de sete anos não podem ser acusadas de crime no Paquistão. Segundo a polícia, houve um engano porque os policiais não sabiam que, ao fazer o boletim incluindo toda a família, um dos membros tinha apenas 9 meses. 

O inspetor assistente que fez o documento receberá uma suspensão, mas a ordem para isso só veio depois que o pequeno Muhammad já havia sido liberado provisoriamente pelo juiz. 

Postagens relacionadas

Bebê de nove meses acusado de tentativa de homicídio é inocentado
4/ 5
Oleh