27 de março de 2014

Justiça decreta prisão de mais dois PMs por mulher que morreu arrastada no Rio

A Justiça do Rio de Janeiro decretou nesta quinta-feira (27) a prisão temporária de mais dois policiais militares envolvidos na morte de Claudia Silva Ferreira, durante ação da PM no Morro da Congonha. O 1º tenente, Rodrigo Medeiros Boaventura, comandante da guarnição que fez a operação, e o 2º sargento, Zaqueu de Jesus Pereira Bueno, segundo no comando da equipe, tiveram prisão de 30 dias decretada. Outros três PMs - que transportavam a vítima, ferida por um tiro no peito, quando ela caiu do porta malas e acabou arrastada por vários metros – chegaram a ter a prisão decretada mas foram soltos dias depois. Para a juíza da auditoria da Justiça Militar Ana Paula Barros, que concedeu o alvará de soltura, ainda não há provas de que eles são culpados. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) sobre o caso de Cláudia ficou pronto nesta quarta-feira (26) e não respondeu se ela morreu na hora em que foi baleada ou no caminho do hospital. A reconstituição do crime será feita na próxima quinta-feira (3). Informações do G1.

Postagens relacionadas

Justiça decreta prisão de mais dois PMs por mulher que morreu arrastada no Rio
4/ 5
Oleh