11 de fevereiro de 2014

PF está à disposição da Segurança do Rio para apurar morte de cinegrafista

A Polícia Federal colocou toda a sua estrutura, no Rio de Janeiro, à disposição da Secretaria Estadual de Segurança para colaborar com a investigação da morte do cinegrafista Santiago Ilídio Andrade. A informação é da assessoria de Comunicação Social da PF.

O apoio foi determinado pelo Ministério da Justiça, depois de a presidenta Dilma Rousseff recomendar que a Polícia Federal deveria acompanhar as investigações para “aplicação da punição cabível” aos responsáveis pelo rojão que feriu o jornalista.

Ainda segundo a assessoria da PF, até as 20h41, a Secretaria de Segurança do Rio não tinha feito qualquer pedido de ação conjunta para a investigação.

O cinegrafista Santiago Ilídio Andrade foi atingido por um rojão na quinta- feira (6) durante manifestação, no centro do Rio, contra o reajuste das tarifas de ônibus. A morte cerebral dele foi anunciada hoje (10).

Postagens relacionadas

PF está à disposição da Segurança do Rio para apurar morte de cinegrafista
4/ 5
Oleh