19 de fevereiro de 2014

Miss venezuelana morre após ser baleada na cabeça durante protesto

A Miss Turismo Carabobo 2013, Génesis Carmona, 23, morreu nesta quarta-feira (19) um dia após ter sido baleada na cabeça durante um protesto de estudantes em Valencia, na Venezuela, contra o presidente venezuelano, Nicolás Maduro. Ela é a quinta vítima da onda de protestos contra o governo chavista.

Segundo a página da jovem no Facebook, Carmona morreu ao meio-dia (hora local, 13h30 no horário de Brasília).

A miss foi internada em um hospital com um quadro de edema cerebral. A bala não pode ser retirada de seu crânio. Ela chegou a ser operada, mas não resistiu aos ferimentos.

Carmona, que era estudante de marketing na Universidad Tecnológica del Centro (Unitec), foi levada ao hospital em uma moto. Imagens da miss entubada e de uma suposta radiografia de seu crânio ainda com a bala alojada estão circulando nas redes sociais.

Outras oito pessoas ficaram feridas quando um grupo de motoqueiros armados abriu fogo contra os manifestantes. A onda de protestos contra o governo Maduro já dura três semanas e deixou, até agora, cinco mortos e dezenas de feridos por todo o país.

Postagens relacionadas

Miss venezuelana morre após ser baleada na cabeça durante protesto
4/ 5
Oleh