10 de janeiro de 2014

Governo federal gastou mais com a Fonte Nova do que educação em 4 anos

Salvador está entre as nove cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 que receberam mais dinheiro do governo federal para o Mundial do que para educação. De acordo com levantamento pelo portal Agência Público e Congresso em Foco, a construção da Fonte Nova recebeu R$ 323 milhões em financiamento do governo federal, enquanto o setor de ensino viu apenas R$ 133 milhões nos últimos quatro anos, segundo dados da Controladoria Geral da União. A pesquisa não leva em conta os investimentos feitos pela prefeitura e governo do Estado. Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo foram as únicas sedes que tiveram mais investimentos federais em educação. No Brasil, os gastos com estruturas provisórias, montadas para receber espaços de mídia, exposição comercial e atendimento a torcedores VIP, entre outras coisas, foram gastos R$ 208,8 milhões em verbas estaduais nas seis sedes da Copa das Confederações de 2013, o que incluiu Salvador. O governo federal já investiu R$ 7,5 bilhões em estádios, R$ 814 milhões em obras nos entornos das praças esportivas, R$ 422 milhões em segurança, R$ 226 milhões em turismo, R$ 167 milhões em telecomunicações e mais R$ 24 milhões em outras ações. Já no legado que será deixado para a população houve um investimento um pouco menor. O grosso dos recursos foi destinado para obras de mobilidade – R$ 6,5 bilhões – e aeroportos – R$ 1,7 bilhão. 

Postagens relacionadas

Governo federal gastou mais com a Fonte Nova do que educação em 4 anos
4/ 5
Oleh