22 de janeiro de 2014

Distrito Federal deve multar Planalto por derramamento de óleo em lago

A Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal deve multar o Palácio do Planalto em cerca de R$ 50 mil por um derramamento de óleo no lago Paranoá, em Brasília, ocorrido na última sexta-feira (17). 

A informação foi divulgada nesta quarta-feira (22) pelo secretário de Meio Ambiente, Eduardo Brandão, que atribui o vazamento a uma caldeira de um restaurante do palácio, mas ainda aguarda os laudos técnicos do Instituto Brasília Ambiental. 

O Planalto reforça, por sua vez, que sua responsabilidade sobre o caso não está confirmada e acusa o secretário de dar declarações "precipitadas". Foram retirados do lago 16 tambores de água com resíduos durante o fim de semana. 

A mancha tinha espessura de 2 milímetros. Segundo a secretaria, o lago já está despoluído e não houve óbito de animais. Ainda assim, o Planalto desativou preventivamente a caldeira que pode ter originado a mancha. 

O laudo químico deve ser concluído em até dez dias e somente depois do prazo será possível estabelecer o valor definitivo da multa.

Postagens relacionadas

Distrito Federal deve multar Planalto por derramamento de óleo em lago
4/ 5
Oleh