6 de dezembro de 2013

Operário soterrado em desabamento era procurado pela Justiça na Bahia

O operário Edenilson Jesus Santos, de 24 anos, encontrado morto na quinta-feira (5) sob os escombros de um prédio em construção que desabou em Guarulhos, na Grande São Paulo, era procurado pela Justiça da Bahia sob suspeita de homicídio. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado nesta sexta-feira (6).

Segundo a SSP, a prisão preventiva dele havia sido decretada no dia 8 de novembro de 2013, pela 1ª Vara Criminal. Ele era acusado de homicídio qualificado, em Porto Seguro. O jovem foi enterrado no Cemitério Vila Rio, em São Paulo. O sepultamento foi realizado por volta das 9h45, segundo funcionários. Não houve velório.

A queda do edifício de cinco andares, com 30 apartamentos, aconteceu por volta das 19h20 da segunda-feira (2), na Avenida Presidente Humberto Castelo Branco. Outros 13 operários que trabalhavam na obra já haviam saído do prédio no momento do desabamento. Edenilson, que também trabalhava no local como vigia, costumava dormir no segundo subsolo do prédio.

Após três dias de buscas, o corpo foi encontrado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ele estava prensado entre um pilar e uma viga perto de uma rampa no segundo subsolo. Na área ficava a saída do alojamento dos operários. Os bombeiros acreditam que ele percebeu que o prédio iria cair e tentou fugir. A vítima morreu asfixiada, segundo laudo do Instituto Médico-Legal (IML) de Guarulhos.

Postagens relacionadas

Operário soterrado em desabamento era procurado pela Justiça na Bahia
4/ 5
Oleh