8 de outubro de 2013

Dilma quer 'ações firmes' para combate à exploração sexual infantil

Dilma classificou a exploração de pornografia infantil como uma das "mais abomináveis e perversas violações dos direitos humanos". Em fala durante a 3ª Conferência Mundial de Combate ao Trabalho Infantil da OIT (Organização Internacional do Trabalho), ela defendeu o conjunto de programas sociais do governo, que geraram redução acima do ritmo mundial de exploração da mão de obra de jovens entre 5 e 17 anos. 

  "Entre os países do Mercosul, nós criamos uma das principais iniciativas internacionais para coibir essas práticas ilícitas e vergonhosas. A estratégia regional contra o tráfico de crianças e adolescente para fins de exploração sexual na zona de fronteiras comuns já atende hoje 15 cidades vizinhas nas fronteiras entre Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai", disse. 

  De acordo com dados divulgados no evento da OIT, o Brasil comemora a redução de 67%, desde 2000, a incidência de trabalho infantil entre crianças entre 5 e 14 anos. Segundo a entidade, 168 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos estão em situação de trabalho infantil no mundo. O evento, sediado no país neste ano, servirá para debater as tendências mundiais sobre o assunto.

Postagens relacionadas

Dilma quer 'ações firmes' para combate à exploração sexual infantil
4/ 5
Oleh