7 de dezembro de 2018

Estudante da zona rural de Caculé é premiado no 29º Prêmio Jovem Cientista



O estudante Sandro Lúcio Rocha, 17 anos, do 3º ano do Ensino Médio, do Colégio Estadual Norberto Fernandes e morador da zona rural de Caculé (a 641 km de Salvador), foi premiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), nesta quarta-feira (5), em Brasília, no 29º Prêmio Jovem Cientista, que teve como temática ‘Inovações para Conservação da Natureza e Transformação Social’. Ele conquistou o2º lugar, na categoria ‘Estudante do Ensino Médio’, com o projeto “Captação e uso da água da chuva no ambiente escolar através de caixa feita a partir de garrafas pet e cimento ecológico da cinza da fibra do coco”, que foi orientado pela professora Djane Alexandre Costa.

O projeto foi desenvolvido no Colégio, no âmbito do projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado. 
 A iniciativa propõe a utilização da cinza da fibra do coco para a fabricação de um reservatório de água na unidade escolar, utilizando, também garrafas pet em substituição aos tijolos tradicionais. Com isso, ao mesmo tempo em que vai captar a água da chuva para a utilização na limpeza e banheiros da unidade escolar, o projeto visa contribuir para diminuir o consumo da água potável e para o reuso de materiais recicláveis, tornando o ambiente mais saudável.

Pela premiação, Sandro Lúcio ganhou uma bolsa do CNPQ, válida por dois anos, além de um notebook. Outros dois computadores foram destinados à professora e para a escola. O estudante sobre a conquista. “É muito importante receber esse reconhecimento e a valorização do nosso trabalho em âmbito nacional. Estamos vendo a confirmação de um projeto que é real e que pode, de fato, ajudar a melhorar as condições do meio ambiente. Ouvir chamarem o nome da sua escola, cidade e Estado, com todos aplaudindo, não tem preço. Também percebemos uma grande participação de diversas unidades do Nordeste, o que me dá muito orgulho. A partir de agora, quero conseguir aperfeiçoar esse projeto e seguir na área de pesquisa, dentro do curso de Medicina que pretendo me formar”, contou Sandro Lúcio, que mora na região rural do município.

Para Djane Alexandre, a premiação mostra que não há barreiras para o ensino da ciência. “Está claro que não existe um local específico para que a ciência se desenvolva. Com oportunidade, podemos encontrar estudantes capazes de realizar grandes projetos. E nisso incluímos a escola pública que possui muitos talentos nesta área. Realmente, é uma satisfação conseguirmos essa premiação, além de interagirmos com alunos e educadores de todo o Brasil, o que promove um enriquecimento pessoal e profissional”, relatou.

5 de dezembro de 2018

Consulta pública para currículo de referência na Bahia recebe mais de 200 mil contribuições



O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação e em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME/BA), irá oferecer, a partir do ano letivo de 2019, um currículo de referência para o Estado da Bahia nas etapas de Educação Infantil e de Ensino Fundamental, à luz da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Para colher sugestões dos diferentes segmentos, a Secretaria abriu uma consulta pública que recebeu mais de 200 mil contribuições.

O currículo, que se encontra em fase de elaboração e sistematização, terá a proposição de novas competências e habilidades associadas às expectativas e demandas da infância, adolescência e juventude do século XXI. O processo de elaboração do currículo de referência começou com o apoio de consultores e redatores. Além disso, foi constituído um comitê de governança com várias instituições, como o Conselho Estadual de Educação (CEE) e a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), que funcionou durante todo o ano. “Esta construção coletiva comprova que o Estado permanece tão atento e responsável com o Ensino Fundamental que entregará este valioso documento para ser implementado nas escolas e isso mostra que o Estado continua corresponsável por esta etapa de ensino”, destaca o superintendente de Políticas para a Educação Básica do Estado, Ney Campello.

Para chegar ao documento, a Secretaria da Educação do Estado realizou consulta pública on-line e presencial, quando foram feitas, inclusive, as validações da primeira versão apresentada do documento de referência. A previsão é a de que a segunda versão do currículo referencial seja entregue na próxima segunda-feira (10) ao Conselho Estadual de Educação, que fará as observações para eventuais modificações normativas. Depois, o processo de implementação na rede estadual será desencadeado já na Jornada Pedagógica 2019, que acontece antes do início do ano letivo.

O superintendente Ney Campello disse que a implementação será progressiva para todas as redes de ensino. “Nós estamos discutindo a estratégia para saber quais mecanismos usaremos para essa implementação, como simpósios, seminários e debates, no âmbito das unidades escolares. Nós estamos apresentando um currículo referencial básico para que não percamos a concepção de sistema entre o Estado, os municípios e a rede privada, mas cabe à rede privada e cada município fazerem as suas necessárias adequações e implementações”, concluiu.

Foto: Ilustrativa/ Divulgação


 - ASCOM
Secretaria da Educação do Estado da Bahia

30 de novembro de 2018

Projetos das cidades de Irecê e Souto Soares recebem prêmio Prefeito Empreendedor


Os prefeitos de Irecê, Elmo Vaz, e o de Souto Soares, André Luiz
Sampaio, foram dois dos vencedores da 10ª edição do Prêmio Sebrae
Prefeito Empreendedor, anunciados em evento realizado nesta
quarta-feira, dia 28 de novembro, no Hotel Fiesta, em Salvador. Irecê
venceu na categoria Empreendedorismo na Escola, com o projeto
“Construir possibilidades para transformar”, e Souto Soares , levou o
prêmio na categoria Cooperação Intermunicipal para o Desenvolvimento
Econômico.

Para o prefeito de Irecê, Elmo Vaz esse prêmio é um incentivo muito
importante para continuar investindo na educação empreendedora no
município “Estamos capacitando e incentivando cerca de 400 crianças
com o Projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). A escola
na qual implantamos o projeto melhorou muito os índices do Ideb. Temos
certeza que, com este prêmio, nos sentiremos muito mais motivados para
continuar investindo e apostando em ações que fomentem o
empreendedorismo e a geração de emprego e renda”, comemora.

A educação pública de Irecê é hoje uma das melhores da Bahia, e,
segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017,
o município está entre os três melhores desempenhos do estado,
analisando os 35 mais populosos. A média alcançada foi 5,5 e supera a
prevista para ser alcançada apenas no ano de 2021.

Neste ano, 38 projetos de diversos municípios baianos foram aprovados
na fase inicial e receberam a visita técnica do Sebrae para a
verificação do andamento das ações e as contribuições para o
empreendedorismo em suas localidades.

O gerente regional do Sebrae em Irecê, Edirlan Souza, comemorou os
resultados, e ressaltou o trabalho incansável dos prefeitos e suas
equipes para implanter ações e projetos que estimulem o
desenvolvimento local. “Nós do Sebrae ficamos muito felizes quando
visitamos municípios e prefeitos que estão engajados em fomentar o
empreendedorismo e o fortalecimento dos pequenos negócios. Foi um
honra apoiá-los nestas ações, e quero parabenizar os dois prefeitos
das cidades da nossa região, por essa grande conquista”, avalia.

Além da participação na edição nacional do Prêmio, os vencedores terão
a oportunidade de implantar o Programa Cidade Empreendedora, para os
que ainda não possuem, e ampliar os projetos já existentes com foco em
empreendedorismo.

Nara Zaneli
Agência Sebrae de Notícias Bahia

28 de novembro de 2018

Café produzido na Chapada Diamantina vira case de sucesso internacional


Irecê - O café produzido na Chapada Diamantina, região localizada no centro da Bahia, já virou case de sucesso em vários eventos, festivais e concursos nacionais e internacionais. É tão apreciado, que é exportado para o vaticano e já virou o café oficial do Papa Francisco.

Entre os vários prêmios recebidos este ano, está o Cup Of Excellence 2018, um concurso para avaliar cafés especiais. Entre os 37 premiados na categoria “Pulped Naturals”, de cerejas úmidas despolpadas ou descascadas, 46% saíram de cafezais da Chapada. No total, 17 produtores de Piatã e um de Barra do Choça estão na lista dos melhores cafés do mundo. Com o café reconhecido, em vários concursos, nacionais e internacionais, a Chapada Diamantina, além de destino turístico, passa a ser uma região disputada entre os amantes do café gourmet

O Cup of Excellence é realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Alliance for Coffee Excellence (ACE) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Durante as etapas do concurso, 29 juízes de dez países diferentes avaliaram mais de mil lotes de cafés especiais da safra 2018. Os vencedores foram escolhidos entre os 300 selecionados para a etapa final.

Nesse contexto de produção do café diferenciado e que hoje já está sendo exportado para vários países, o Sebrae tem realizado um trabalho importante com os pequenos agricultores e associações da região. Além das ações de capacitação dos cafeicultores da Chapada, a instituição está viabilizando missões com participação dos agricultores em feiras em outros estados e até países, consultorias voltadas para a qualidade do café, eventos realizados para apresentar o produto em outras cidades e ações para obter a Indicação Geográfica (IG), selo de qualidade que garante a procedência do café e suas características de produção.

Os grãos colhidos nos morros da Chapada Diamantina produzem cafés com características peculiares e se tornaram muito conhecidos pela sua qualidade e sabores especiais. Essas características advindas de fatores geográficos e de manejo tradicional, gerando um produto diferenciado, são alguns dos elementos que credenciam o café da chapada para pleitear um registro de Indicação Geográfica.

Para Luciano Seixas Ivo, consultor do Sebrae e especialista em Inovação e IG, além de reconhecer oficialmente a região que produz cafés especiais, o selo de qualidade será um registro que poderá agregar ainda mais valor ao produto. “O café cultivado na Chapada Diamantina se destaca dentre vários que são produzidos em regiões tradicionais. Encaminharemos para o registro das IG no INPI em um futuro próximo”, explica.

Renato Rodrigues Alves da Chácara Vista Alegre em Piatã é diretor comercial da Cooperativa de Cafés Especiais e Agropecuária de Piatã (Coopiatã) e um dos produtores que ganharam prêmio nesta edição do Cup of Excellence 2018. Para ele, a associação tem um papel fundamental nesta conquista. “O desafio de montar a nova cara da associação é grande, mas já vemos resultados muito positivos nesta gestão que busca o melhor para os 50 produtores que são associados. O Sebrae é nosso parceiro e tem dado um suporte importante tanto com consultorias especializadas, quanto na busca da Indicação Geográfica”, ressalta.

O produtor ressalta também que, com a premiação, o café fica valorizado e o produtor feliz com o reconhecimento. “Nosso café já é reconhecido pela qualidade e isso nos motiva a buscar sempre o melhor. Para se ter uma ideia, o café premiado chega a ser vendido em leilão, por um valor que chega a 500% a mais, do que o valor de mercado. Isso é prova do reconhecimento e da qualidade do café que é plantado na Chapada. O Sebrae vem sendo parceiro em tudo isso que está acontecendo de bom”, explica. Para ele, a Indicação Geográfica seria um fator fundamental para comprovar a origem do café da Chapada, inclusive o de Piatã, onde os fatores como clima e altitude garantem notas sensoriais ao café, que não são encontradas em nenhum outro lugar do País.

Márcia Souza, gestora de projetos do Sebrae em Seabra, ressalta a importância das premiações e do esforço dos produtores que buscam avançar e participar cada vez mais das consultorias de qualidade e missões realizadas pela instituição. “Os produtores da Chapada estão buscando cada vez mais um diferencial, para produzir um café realmente de excelência. Além do projeto de estruturação da IG, o Sebrae disponibiliza consultorias especializadas, missões e soluções de inovação”, explica.

Destaque para as produtoras

No início de novembro, um grupo de produtoras da Chapada Diamantina visitou a Semana Internacional do Café, que aconteceu em Belo Horizonte, entre os dias 7 e 9, e participou do concurso Florada Premiada realizado pelo Grupo 3 corações, empresa tradicional no ramo de cafés, em parceria com a Associação Brasileira de Cafés Especiais(BSCA). No total, 650 mulheres produtoras de café de todo Brasil se inscreveram, e as grandes vencedoras foram da Chapada Diamantina.

Na categoria Via Úmida, onde o café é descascado e despolpado, os três primeiros lugares foram da cidade de Piatã. O 1º lugar foi para Creusa Santana, o 2º lugar para Patrícia Rigno, e a 3ª colocação saiu para Deuseni de Oliveira. Já na categoria Via Seca, onde o café é seco naturalmente, a grande campeã foi Tainã Bittencourt, do café Chácara Vista alegre, que também levou o prêmio de melhor café por região, obtendo a maior pontuação de todas as categorias, com 91.27 pontos, e representando a Chapada Diamantina.

O concurso Flora Premiada distribuiu R$ 25 mil para o primeiro lugar, R$ 15 mil para o segundo e R$ 10 mil para o terceiro, além de comprar todo o lote da produtora pelo dobro do preço do mercado. O prêmio foi criado especialmente para as mulheres produtoras e visa reconhecer o trabalho árduo e de excelência que elas fazem no plantio e na colheita de cafés especiais.

O gerente regional do Sebrae em Irecê, Edirlan Souza, destaca a importância do prêmio e também da participação da produtora em ações de qualificação. “Os prêmios valorizam o trabalho diário, que é feito com muito amor pelos produtores da Chapada Diamantina. É uma luta compartilhada em família, onde as mulheres são protagonista do sucesso da colheita, feita com muita delicadeza e esmero. O Sebrae tem o maior orgulho em ser parceiro desse segmento que está ganhando mercado e chegando aos melhores estabelecimentos do mundo”, comemora.

Agência Sebrae de Notícias Bahia

27 de novembro de 2018

Sebrae Bahia reelege diretoria e apresenta presidente do conselho


Após reunião do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Sebrae Bahia, que aconteceu nesta segunda-feira, dia 26, na sede da instituição, em Salvador, foi eleito por unanimidade o novo presidente do CDE, Carlos de Souza Andrade, que é presidente do Sistema Fecomércio-BA. Na oportunidade, foi reeleita também por unanimidade a diretoria do Sebrae, que é composta por: Jorge Khoury Hedaye, superintendente; Franklin Santana Santos, diretor técnico; e José Cabral Ferreira, diretor administrativo-financeiro. O mandato, que se inicia em janeiro de 2019, é para os próximos quatro anos.
O Conselho Fiscal da organização, que também foi escolhido durante a reunião, terá o mandato iniciado em março de 2019.
O novo presidente do CDE, Carlos Andrade, é farmacêutico e tem uma trajetória com atuações no comércio e na indústria farmacêutica. Ele fundou a antiga rede Estrela Galdino e também as farmácias de manipulação A Fórmula, hoje com 74 unidades em todo país em sistema de franquia. Foi sócio fundador da Indústria de Biotecnologia Farmacêutica (IB Farma), com sede no Centro Industrial de Aratu. Baiano de Amargosa, Carlos fundou o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado da Bahia e é diretor da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Também é conselheiro titular do Sesc, Senac e da CNC no Conselho Nacional de Saúde.
Diretoria do Sebrae Bahia
Jorge Khoury - Natural de Juazeiro (Bahia), o superintendente do Sebrae tem extenso currículo com atuação em diversas instituições estaduais e municipais no estado. Engenheiro, economista e professor, Jorge Khoury Hedaye foi prefeito de Juazeiro, presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) e deputado federal por cinco mandatos consecutivos. No Governo do Estado da Bahia, ele foi secretário da Indústria Comércio e Mineração (SICM), em 1995, quando atuou como membro do Conselho Deliberativo do Sebrae Bahia, e secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – SEMARH, em 2003.
Franklin Santos - Administrador de Empresas com Especialização em Gestão de Projetos (FGV/EAESP), é mestrando em Desenvolvimento Regional e Urbano (Unifacs – 2014). Franklin é funcionário de carreira do Sebrae desde 1998, tendo começado suas atividades na Regional de Santo Antônio de Jesus, como estagiário em 1995.
José Cabral - Com experiência em cargos diretivos em empresas do setor privado, foi durante oito anos diretor executivo da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) e diretor financeiro da Câmara Municipal de Salvador.  Natural de Amargosa, no Recôncavo Baiano, José Cabral Ferreira é graduado em Administração de Empresas e Professor Licenciado em Contabilidade Pública.

Agência Sebrae de Notícias Bahia

26 de novembro de 2018

Homem sofre pancada na cabeça e fratura na perna durante colisão no centro de Irecê


O condutor de uma moto que colidiu contra um carro no centro de Irecê, na noite deste domingo (25), foi identificado como Romário da Silva Caetano.

O rapaz sofreu uma forte pancada na cabeça e teve fratura em uma das pernas.

Ele está internado no Hospital Regional e deverá será submetido a uma cirurgia ainda nesta segunda-feira (26). Seu estado de saúde ainda inspira cuidados, devido à pancada na cabeça.

Romário seguia de moto pela rua Aristides Moitinho, em direção à Praça do Feijão, quando colidiu contra o carro que cruzava a rua em frente a Makita em direção à Casa Medeiros.

O motorista do carro não sofreu lesões graves.

A polícia esteve no local para as medidas cabíveis.

Fonte: Irecê Repórter

Mais de 200 mulheres rurais se unem para discutir políticas públicas


“Pra mudar a sociedade do jeito que a gente quer, só participando sem medo de ser mulher”. Entoando essa canção, mais de 200 mulheres agricultoras familiares baianas participam do III Encontro Estadual e Mulheres Rurais, neste domingo (25).

O evento abriu a programação técnica da 9ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, maior feira de agricultura familiar do Brasil, que acontece no Parque de Exposições de Salvador, em paralelo à 31ª Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro), até o próximo domingo (02).

O objetivo é contribuir com a integração das mulheres rurais, refletir sobre a Assistência Técnica Rural (ATER) e suas relações com as unidades produtivas familiares e os avanços econômicos das mulheres rurais, além de promover intercâmbios e dar visibilidade às diversas iniciativas de grupos de mulheres rurais e divulgar experiências de resistência e de autonomia de mulheres e dos avanços das organizações envolvidas.

Para o titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, a luta das mulheres não é apenas das mulheres: “Esta Feira é uma conquista do povo da agricultura familiar. A população feminina no campo é significativa e a política do governo Rui Costa é de inclusão. Não podíamos fazer nada relacionado a geração de renda sem considerar a inclusão dos diversos públicos. Essa é uma agenda de capacitação econômica e política”.

A gestora da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Célia Watanabe, afirmou que iniciar a feira com esse evento é muito significativo porque as mulheres rurais são a metade da população rural: “É preciso olhar de uma forma diferenciada para essas mulheres. A gente precisa dar visibilidade ao trabalho que as mulheres rurais vêm desempenhando em seu roçado, na sua lida, na vida comunitária. É nosso papel fomentar isso”.

O encontro contará com discussões temáticas distribuídas em plenárias, sessões, debates e rodas de conversas, intercaladas com místicas de abertura e acolhimento, oficinas artísticas e territoriais, além de apresentações culturais, contemplando poesia, música, artesanato e literatura. Entre os destaques estão as Oficinas de Bordado, com Elisa Borges, do projeto Linhas do Horizonte de Minas Gerais, e a Meu Turbante, Minha Resistência!.

A agricultora e artesã da Comunidade Quilombola Jussara do Sudoeste Baiano, Creuza Pereira, participa pela primeira vez do encontro: "Vim conhecer e levar experiências para as mulheres que não puderam vir. Na minha lembrança vou levar tudo de melhor, porque me senti representada".

Com o tema Mulher Rural, a 9ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária traz 270 empreendimentos, entre cooperativas e associações dos 27 Territórios de Identidade da Bahia, que comercializarão mais de dois mil produtos nos “Armazéns da Agricultura Familiar”. A iniciativa é do governo estadual, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e a União Nacional das Cooperativas da A

Agricultura familiar baiana ganha centro de distribuição em Salvador


Foi inaugurado, neste domingo (25), o Centro de Distribuição da Agricultura Familiar, no bairro de Itapuã, na capital baiana. O ato, que contou com a presença do vice-governador da Bahia, João Leão, integra a programação da 9ª Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária, o maior evento da agricultura familiar do Brasil, que acontece até o dia 02 de dezembro, no Parque de Exposições de Salvador, em paralelo à 31ª Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro). 

A iniciativa é do Governo do Estado, executada pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), com investimento da ordem de R$ 1,2 milhão. O Centro de Distribuição integra a estratégia de comercialização dos produtos da agricultura familiar. No espaço se encontram depósitos fechados de cooperativas baianas, em Salvador, para facilitar o escoamento da produção.

O secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, destacou que, com o centro de distribuição em funcionamento, a agricultura familiar baiana vai ter a possibilidade de produzir em larga escala e atender à demanda de comercialização: “É mais uma oportunidade de demonstrar a força da agricultura familiar, segmento responsável pela produção do alimento que vai à mesa de 70% dos brasileiros e baianos”.

Para o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, essa é uma oportunidade para as cooperativas da agricultura familiar trazerem seus produtos, em grande quantidade, armazenar no Centro de Distribuição, e fazer as vendas para supermercados, delicatessens, padarias: “O Governo quer estimular as cooperativas para que elas façam mais vendas nesse grande mercado de oportunidades, que é Salvador. Sem essa logística, de passar por um centro de distribuição, como esse que estamos inaugurando, ficaria mais difícil fazer a venda direta”.

De acordo com Iara Andrade, da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), a chegada do Centro de Distribuição está sendo mais uma conquista, por ter um espaço para armazenar e a partir dele distribuir, mas que também é um desafio pela necessidade de ampliar o mercado. Andrade observou que a ação vai possibilitar ainda a redução de custos para as cooperativas, com transporte de mercadorias”.

“O Centro de Distribuição será um instrumento para os agricultores e agricultoras familiares, organizados em cooperativas, poderem ter um espaço para armazenar produtos de diversas regiões do estado, que é imenso, que chega aqui e daqui é distribuído em pequenos veículos para atender, principalmente, ao mercado varejista de Salvador e da região metropolitana, ou a mercados institucionais”, observou Andrade.

23 de novembro de 2018

Lançada a 9ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária


A 9ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária foi lançada, oficialmente, nesta quinta-feira (22), em almoço com a imprensa. O evento começa neste sábado (24), em paralelo à 31ª Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro), no Parque de Exposições de Salvador, e segue até domingo (02).  

A feira é promovida pelo governo estadual, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e a União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes).

O titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, afirmou que a feira revela a cultura baiana: “Mais uma vez, fechamos o ano mostrando ao público o resultado do nosso trabalho durante todo o ano. É o fechamento daquilo que executamos nesses meses nos diversos territórios. Estamos apresentamos a agricultura familiar como potencial de negócio, de geração de renda”. 

Entre as novidades do maior evento da agricultura familiar do estado da Bahia estão a Cerveja de Licuri, Iogurte de Café, Picolés de Frutas do Cerrado, Queijos de Leite de Cabra defumado e ao vinho, Banana Chips e Flocão de Milho não transgênico, além de uma Cafeteria e uma Chocolateria. 

O diretor da Accoba (Associação de Caprinos e Ovinos da Bahia) e coordenador geral da Fenagro, Almir Lins, destacou que a Fenagro traz as atrações tradicionais, com os criadores e expositores de animais, julgamentos, leilões, além do lazer para a família e as crianças, com o parque infantil, a arena e a Feira da Agricultura Familiar: “Mais uma vez, a feira marca forte presença para atrair o público e muitas famílias que vem para adquirir e consumir os produtos da fazenda, como carne de sol, de bode e carneiro, então, essa parte de lazer é muito forte”. 

Nesta edição, a feira traz como tema a Mulher Rural, que vem dando cara e forma para um rural mais humano, inclusivo e produtivo. São 270 empreendimentos, entre cooperativas e associações dos 27 Territórios de Identidade da Bahia, que comercializarão mais de dois mil produtos nos “Armazéns da Agricultura Familiar”. 

Os visitantes contarão com uma Praça Gastronômica com culinária trabalhada pela agricultura familiar de 22 regiões da Bahia, a Cozinha Show: Sabores e Saberes da Agricultura Familiar, onde chefs de cozinhas renomados e agricultores familiares farão uma interação entre a gastronomia e a origem dos alimentos, Espaço de Tecnologias Sociais, onde 30 organizações sociais vão mostrar os avanços tecnológicos na área da produção, agroindústria e comercialização da agricultura familiar. 

Além da comercialização de produtos, serão realizados seminários, oficinas, simpósios, workshops, reuniões técnicas, para um público de 4 mil pessoas. 

Para o Secretário de Turismo, José Alves, é uma satisfação participar do evento: “Dia 29 é o Dia Internacional do Turismo e vamos comemorar na abertura oficial no domingo (25), nesse evento que é a junção do agronegócio com a agricultura familiar da Bahia”. 

Serviço
Local: Parque de Exposições de Salvador
Período: 24 de novembro a 02 de dezembro
Horário de funcionamento: das 8h às 22h
Ingresso: R$ 10 (Crianças até 10 anos e idosos a partir de 60 anos não pagam)

22 de novembro de 2018

Sebrae entrega Prêmio Prefeito Empreendedor no próximo dia 28


O Sebrae Bahia anuncia, no dia 28 de novembro, às 18h, no Hotel Fiesta, os vencedores do Prêmio Prefeito Empreendedor 2018, programa de reconhecimento aos gestores municipais que implantaram projetos com resultados comprovados de estímulo ao surgimento e ao desenvolvimento dos pequenos negócios.

Neste ano, 38 projetos de diversos municípios baianos foram aprovados na fase inicial e receberam a visita técnica do Sebrae para a verificação do andamento das ações e as contribuições para o empreendedorismo em suas localidades.

Os projetos inscritos concorrem nas categorias Políticas Públicas para o Desenvolvimento de Pequenos Negócios, Cooperação Intermunicipal para o Desenvolvimento Econômico, Compras Governamentais de Pequenos Negócios, Pequenos Negócios no Campo, Inovação e Sustentabilidade, Empreendedorismo na Escola, Desburocratização e Implementação da RedeSimples e Inclusão Produtiva e Apoio ao Microempreendedor Individual (MEI).

Além da participação na edição nacional do Prêmio, os municípios dos projetos vencedores terão a oportunidade de implantar o Programa Cidade Empreendedora, para os que ainda não possuem, e ampliar os projetos já existentes com foco em empreendedorismo.

Os municípios que concorrem ao Prêmio Prefeito Empreendedor deste ano são: Brotas de Macaúbas, Caldeirão Grande, Castro Alves, Condeúba, Guanambi, Igrapiúna, Ilhéus, Irecê, Itacaré, Itapicuru, Itiúba, Jequié, Juazeiro, Luís Eduardo Magalhães, Madre de Deus, Miguel Calmon, Mucugê, Paripiranga, Salvador, Santana, Santo Antônio de Jesus, São Domingos, Saúde, Serrinha, Sobradinho, Souto Soares, Teixeira de Freitas e Várzea Nova.

Sobre o Prêmio

O Prêmio Prefeito Empreendedor é um programa que reconhece os prefeitos e administradores regionais do Distrito Federal (DF) e de Fernando de Noronha (PE) que implantaram projetos de estímulo ao surgimento e ao desenvolvimento dos pequenos negócios, com base na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, contribuindo de forma efetiva para o desenvolvimento econômico, ambiental e social do município.

Os projetos aprovados para participar da premiação têm como foco pequenos negócios formais ou em processo de formalização, individuais ou organizados em consórcios e associações, podendo ser de qualquer setor e localizados em áreas urbanas e rurais.

Agência Sebrae de Notícias Bahia

20 de novembro de 2018

Começa na próxima semana a renovação de matrícula na rede estadual de ensino


Começa na próxima segunda-feira (26) e segue até o dia 17 de dezembro, o período de renovação da matrícula para os estudantes da rede estadual de ensino do estudante que frequentaram regularmente o ano letivo 2018. A renovação poderá ser feita presencialmente nas escolas e, também, pelo sistema online da Secretaria da Educação do Estado, que estará disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

Para renovar a matrícula, a unidade escolar entregará aos estudantes uma carta de renovação, que deverá ser devolvida, obrigatoriamente, à Secretaria Escolar, mediante protocolo, sob pena de o aluno perder a vaga na unidade escolar onde estudou em 2018. Quando a escola em que o aluno está regularmente matriculado em 2018 não oferecer a série subsequente para o ano letivo de 2019, o estudante receberá uma carta informativa com um código para fazer sua matrícula pela internet, no dia 22 de janeiro de 2019. Esta data é reservada à transferência de estudantes da rede estadual de ensino, que também poderá ser feita presencialmente em qualquer escola da rede estadual.

Educação Inclusiva - A pré-matrícula do estudante com necessidade educacional especial, ou seja, aquele aluno com deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação, com ou sem diagnóstico comprovado, será realizada apenas via internet, nos dias 29 e 30 de novembro.  Para a inscrição na pré-matrícula, todos os campos de cadastro devem ser preenchidos. O estudante inscrito na pré-matrícula terá sua matrícula efetivada, somente, após a entrega da documentação na unidade escolar indicada no cadastro, no dia 31 de janeiro de 2019.

Já o calendário de matrícula para o ano letivo de 2019 será de 22 a 29 de janeiro de 2019. Uma novidade é que a apresentação do cartão de vacina dos estudantes até 18 anos de idade se tornará obrigatório no ato da matrícula, mesmo não se tornando impedimento para que o ato aconteça. O calendário escolar do ano letivo de 2019 começará no dia 11 de fevereiro e termina no dia 16 de dezembro. Os Núcleos Territoriais de Educação (NTE) poderão apresentar à Secretaria da Educação do Estado um calendário Escolar diferenciado e que considere as peculiaridades locais, inclusive climáticas, culturais e econômicas das regiões. O mesmo pode acontecer com as escolas indígenas, quilombolas e do campo, considerando as atividades produtivas e socioculturais das suas comunidades. Em ambos os casos, o ano letivo terá carga horária mínima anual de 800  horas, distribuídas em 200 dias de efetivo trabalho escolar, excluído o tempo reservado a avaliação final.

Acesse a portaria no Portal da Educação – www.educacao.ba.gov.br

Foto: Ilustrativa/ Claudionor Jr

 ASCOM
Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Número de mortes violentas na Bahia cai cerca de 10%


Apoio: Comparando os registros de CVLIs de 1º de janeiro a 18 de novembro de 2017, 2018 contabiliza 552 casos a menos.

Com a mesma tendência registrada no início do ano, 2018 segue com redução nos índices de Crimes Violentos Letais Intencionais, chegando a marca de 9,9% casos a menos, no período entre 1 de janeiro a 18 de novembro. Em comparação com 2017, 552 vidas foram preservadas graças aos esforços conjuntos das polícias Militar, Civil e Técnica.

Em números absolutos, a maior redução ocorreu no interior do estado, com -233 mortes, uma diminuição de 6,4%. Já Salvador apresentou diminuição de 17,3%, com -211 registros. Também houve queda de CVLIs na Região Metropolitana de Salvador, que passou de 711 mortes violentas para 693 (-15,2). A motivação continua sendo, na maioria, relacionada ao tráfico de drogas. 

“Sem dúvidas esse é o resultado do trabalho de milhares de profissionais. Não é uma tarefa fácil, principalmente por conta do código penal defasado do nosso país. Tenho orgulho de dizer que a polícia baiana não se curva diante da bandidagem e dá o seu melhor para oferecer uma Bahia cada vez mais segura para todos”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa. 

Segundo ele, embora a margem de queda seja maior do que a meta estabelecida de -6%, as operações policiais serão intensificadas até o final do ano. A expectativa é de que, até o final de dezembro, os índices reduzam ainda mais.

Foto: Alberto Maraux

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Segurança Pública da Bahia